Pode ser do seu interesse

Bem Estar

Olhos Vermelhos – O Que Pode Ser? O Que Fazer?

Nossos olhos são um dos órgãos mais sensíveis do nosso corpo. Ele pode ficar irritado e avermelhado por causa da poluição, de micro-organismos ou até mesmo por problemas de saúde ocular.

Os olhos vermelhos podem indicar algo grave ou podem ser causados por coisas muito simples e fáceis de resolver. Em ambos os casos, é importante não ignorar a situação e cuidar para que os olhos voltem ao normal o quanto antes.

Aqui, vamos abordar todas as prováveis causas de olhos vermelhos e indicar o que fazer em cada um dos casos.

Olhos vermelhos – O que pode ser?

Os olhos vermelhos podem indicar muitas coisas. Por isso, a avaliação deve ser cautelosa e de preferência, feita por um oftalmologista. Se você está com os olhos vermelhos e gostaria de ter uma ideia do que está acontecendo, leia este artigo, mas não deixe de consultar um profissional se o problema persistir.

Se você apresenta olhos vermelhos e doloridos, é muito importante buscar ajuda rapidamente, pois não é comum sentir dor nos olhos. Além disso, outros sintomas como alterações na visão, sensibilidade à luz, enjoos e dores de cabeça intensas podem indicar que algo mais sério está afetando seus olhos e é essencial visitar um consultório de oftalmologia.

As causas mais comuns de olhos vermelhos são descritas com detalhes abaixo:

1. Conjuntivite

A conjuntivite é uma infecção que afeta a camada protetora que reveste a parte frontal dos olhos e que faz com que os vasos sanguíneos dos olhos inchem. Ela pode afetar apenas um olho ou ambos.

É bastante comum apresentar olhos vermelhos e inchados nesses casos. Outros sinais de conjuntivite incluem olhos vermelhos e lacrimejando e coceira nos olhos. Além disso, é comum se formar uma espécie de pus ao redor dos cílios e no canto dos olhos, o que deixa os olhos vermelhos e remelando.

O que fazer

Alguns casos leves de conjuntivite não precisam de tratamento, especialmente aqueles causados por uma alergia à poeira, ao pólen ou a algum outro agente irritante. No entanto, a conjuntivite causada por bactérias deve ser tratada com medicamentos prescritos como colírios especiais contendo antibióticos.

2. Ruptura de vaso sanguíneo

Esse é um problema muito comum naqueles que apresentam olhos vermelhos no canto. A ruptura de um vaso sanguíneo na superfície do olho pode acontecer através de uma ferida, de uma tosse ou ao esticar os olhos.

O que fazer

Embora pareça algo sério, geralmente esses vasos sanguíneos são muito pequenos e não causam danos graves. Em alguns dias, o sangue escoa e a mancha desaparece sozinha.

É bom evitar medicamentos como a varfarina e a aspirina que afetam a coagulação do sangue, o que pode fazer com que a mancha vermelha demore mais tempo para sair.

3. Uveíte

A uveíte – conhecida também como irite – é um tipo de inflamação que afeta a íris, que é a parte colorida dos olhos. Outros sintomas que também podem surgir além dos olhos vermelhos incluem visão embaçada, sensibilidade à luz e dor de cabeça.

O que fazer

Quanto mais rápido o tratamento da uveíte for iniciado, melhor. Isso porque complicações de saúde ocular como glaucoma uveítico e cicatrizes retinianas e coroidais podem ser observadas se a inflamação não for tratada.

Geralmente, o tratamento consiste no uso de colírios esteroides que ajudam a reduzir a inflamação.

4. Glaucoma

O glaucoma é um problema de saúde ocular que danifica o nervo óptico responsável por conectar o olho ao cérebro. Isso aumenta a pressão do fluido presente dentro dos olhos e costuma causar muita dor.

Além da vermelhidão súbita, podem ser observados outros sinais como visão embaçada ou turva e sensação de mal-estar. O indivíduo também pode enxergar manchas ao redor das luzes.

O que fazer

Trata-se de uma situação de emergência. Ao suspeitar de um glaucoma, é preciso visitar um oftalmologista imediatamente. Do contrário, podem ocorrer danos graves como a perda permanente da visão.

5. Uso frequente de colírios

Embora os colírios sejam uma ótima ferramenta para cuidar dos nossos olhos, o uso em excesso pode trazer sérias consequências. Quem usa colírio o tempo todo pode sofrer de um efeito rebote que faz com que os vasos sanguíneos dilatem, deixando os olhos ainda mais vermelhos do que antes.

O que fazer

Nunca se deve um usar um medicamento sem orientação médica. Mesmo um colírio que parece ser inofensivo deve ser utilizado com cautela, já que nossos olhos são tão sensíveis.

6. Úlcera na córnea

Uma úlcera na córnea, que é a camada externa clara que fica na frente do globo ocular, pode deixar os olhos vermelhos e ardendo.

Quando a córnea do olho é infectada, os vasos sanguíneos ao redor ficam dilatados e inchados para que mais nutrientes e oxigênio cheguem até o local para combater a infecção. Nesse momento, os olhos também podem ficar sensíveis à luz, além da sensação de que há algo dentro dos olhos incomodando.

Pessoas que usam lentes de contato apresentam um risco mais alto de apresentar úlceras na córnea causadas por bactérias. Já as ulceras virais são mais comuns em pessoas que têm herpes labial.

O que fazer

É importante consultar um oftalmologista para que ele possa tratar a infecção. Um colírio antibacteriano, antifúngico ou antiviral pode ser a solução.

7. Alergia

Uma alergia pode causar olhos vermelhos, além de ardência e prurido. O contato dos olhos com um alérgeno causa a dilatação dos vasos sanguíneos, causando inchaço e acúmulo de fluidos, o que pode deixar os olhos lacrimejantes também.

O que fazer

Em casos de alergia, o importante é higienizar bem os olhos e esperar a reação alérgica passar. Apenas um oftalmologista pode receitar um colírio anti-histamínico nesses casos. Além disso, evitar o contato futuro com a substância alérgena que desencadeou a alergia é importante como medida de prevenção.

8. Arranhão na córnea

Muitas vezes, o olho vermelho pode resultar da presença de uma partícula estranha ou de um pedaço de areia ou poeira dentro do olho. Isso deixa os olhos vermelhos e coçando. Quanto mais a pessoa coçar, mais vermelhos e irritados os olhos vão ficando, além do risco de arranhar a córnea com a partícula invasora.

O que fazer

Nesse caso, se você não conseguir remover a impureza, pode ser necessário utilizar um colírio para olhos vermelhos que contém um anestésico. Isso vai aliviar a dor por um tempo e permitir que a partícula saia sozinha enquanto os olhos lacrimejam.

9. Episclerite

É uma inflamação da camada de tecido que fica entre a conjuntiva e a esclera do olho. Essa condição causa dor ocular leve, sensibilidade e irritação além dos olhos vermelhos.

O que fazer

A inflamação tende a desaparecer sozinha ao longo dos dias. Do contrário, um oftalmologista pode prescrever esteroides de uso tópico.

10. Uso de lente de contato

As lentes de contato também podem deixar os olhos vermelhos. Algumas pessoas podem ficar com os olhos vermelhos apenas no período de adaptação com as lentes de contato, enquanto outras podem sofrer com os olhos vermelhos por mais tempo.

O que fazer

É importante usar um colírio adequado indicado pelo oftalmologista para manter os olhos bem lubrificados durante o uso da lente de contato. Também pode ser uma boa medida reduzir o tempo que você passa usando lentes de contato, já que o uso por horas a fio pode deixar os olhos secos e irritados.

11. Blefarite

A blefarite é uma inflamação na pálpebra e nos cílios que pode seu resultado de uma má higienização nas pálpebras. Reações alérgicas e infecções bacterianas também podem causar a blefarite.

Geralmente, a blefarite causa sintomas como ardência e coceira nos olhos além de olhos lacrimejantes ou olhos secos e pálpebras vermelhas, inchadas ou com crostas.

O que fazer

A higienização adequada dos olhos e especialmente das pálpebras e dos cílios é muito importante para que a blefarite seja controlada. Em casos de blefarite causada por bactérias, pode ser preciso usar um colírio bactericida.

12. Lesão

Uma lesão no olho pode ser causada acidentalmente por motivos simples como passar a unha no olho sem querer, por exemplo. A ferida pode fazer com que os vasos sanguíneos dilatem para que mais sangue cheio de nutrientes e oxigênio tenham acesso à lesão para curar o ferimento.

O que fazer

Se for uma lesão superficial, ela vai ser curada com o passar dos dias, mas é importante visitar um oftalmologista para ter certeza de que a ferida não causou danos permanentes ao olho afetado.

13. Hemorragia subconjuntival

Uma hemorragia subconjuntival ocorre quando um vaso sanguíneo quebra por baixo do tecido conjuntivo que cobre a parte branca do olho, fazendo que ela fique avermelhada. Nesse caso, o sangue não tem para onde ir e se espalha, deixando os olhos muito vermelhos e inchados.

Apesar de parecer um problema grave, a hemorragia subconjuntival não prejudica os olhos de forma permanente e pode ocorrer depois de carregar algo muito pesado ou espirrar e tossir muito.

O que fazer

Se o único sintoma for os olhos vermelhos, a hemorragia subconjuntival não é motivo de preocupação e o sangue acaba fluindo naturalmente depois de alguns dias. No entanto, ao sentir dor ou outro incômodo na visão, é importante consultar um médico oftalmologista.

14. Outros motivos

Pessoas que ingerem bebidas alcoólicas em excesso também podem ter olhos vermelhos por causa da vasodilatação causada pelo álcool. A bebida também causa desidratação, o que pode deixar os olhos com aspecto cansado. O mesmo vale para quem fuma. Fumar um cigarro gera muita fumaça tóxica que inflama e irrita os olhos.

Dormir pouco também pode deixar os olhos avermelhados e secos. Isso porque as poucas horas de sono impedem que a lubrificação noturna dos olhos ocorra da maneira correta. Isso acaba gerando a retenção de sangue e fluido ao redor dos olhos, deixando-os inchados e vermelhos, além de impedir a limpeza e a lubrificação adequada que acontece enquanto dormimos.

Usar a tela do computador, da TV ou do celular por muito tempo faz com que pisquemos menos, prejudicando a umidade natural dos olhos. O ato de não piscar o suficiente deixa os olhos secos, cansados e vermelhos.

Passar muito tempo na piscina ou no mar também pode ser a causa de olhos vermelhos. Geralmente, isso ocorre por causa da presença de cloro na piscina. Assim, se você passa muito tempo nadando, o ideal é usar óculos de natação para evitar irritações desnecessárias aos olhos.

Dicas para reduzir a vermelhidão

Muitas podem ser as causas de olhos vermelhos e algumas delas podem precisar de um diagnóstico feito por um oftalmologista. A maioria dos casos de olhos vermelhos, no entanto, são causados por fatores ambientais como exposição excessiva ao sol, tempo seco ou exposição a alérgenos, poluição, fumaça ou poeira.

Infecções e problemas mais sérios mencionados nesse artigo também podem ser a causa do problema. Em qualquer um dos casos, você pode implementar algumas das dicas abaixo para aliviar a vermelhidão até a hora da sua consulta com um oftalmologista.

  • Manter os olhos lubrificados: Use um colírio que não contenha nenhum tipo de medicamento em sua composição ou então opte por um algodão ou uma gaze umedecida em água para passar nos olhos com cautela.
  • Remover as lentes de contato: Grandes são as chances de que a lente de contato esteja irritando os olhos. Assim, se você usa lentes, pare de usá-las até consultar um oftalmologista para examinar os seus olhos.
  • Lavar o rosto:Higienizar o rosto e os olhos pode ajudar a eliminar impurezas que estão deixando os olhos vermelhos. Mas não esfregue o local, apenas lave o rosto e os olhos com água corrente.
  • Evitar usar maquiagens: O uso de maquiagens ou outros produtos no rosto devem ser evitados já que alguns deles podem irritar os olhos.
  • Usar compressas frias: A aplicação de compressas frias sobre as pálpebras fechadas causa a contração dos vasos sanguíneos dos olhos, diminuindo a vermelhidão. É possível usar uma toalha limpa que foi imersa em um recipiente com água e gelo ou usar compressas propriamente ditas daquelas que se coloca no freezer antes de usar.
  • Descansar os olhos: Não se esqueça também de que a exaustão pode ser uma causa de olhos vermelhos. Assim, é importante descansar os olhos das telas que usamos diariamente e também de longos períodos dirigindo um carro, por exemplo. Você pode descansar a vista lembrando-se de piscar mais vezes ou olhando para o horizonte ou para um local mais distante de você por pelo menos 1 minuto.

Lembre-se de que essas são medidas temporárias para aliviar o desconforto quando a causa não é grave, mas que o tratamento adequado para olhos vermelhos persistentes deve ser indicado por um oftalmologista.

Referências Adicionais:

O que você costuma fazer quando fica com olhos vermelhos? Quais são as causas mais comuns em seus casos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)

Loading…

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

Olhos Vermelhos – O Que Pode Ser? O Que Fazer? - Posts relacionados