Pode ser do seu interesse

Natação|Natação para bebês

Na natação para bebês, a meta é puramente a diversão!

Muito além de um exercício físico para desenvolver o sistema motor do bebê, a natação para os pequenos é escolhida devido a sua capacidade de divertimento para a família.

As crianças podem aproveitar melhor a aclimação no meio líquido e até mesmo sentir-se mais cômodas quando estão acompanhadas de seus irmãos, porque elas caracterizam um grupo de pessoas com idades semelhantes.

Os irmãos têm um papel crucial na moldagem da personalidade do bebê, e estreitar essa relação com uma atividade animada e brincalhona estreita as relações desde o início da vida.

A natação dos bebês vira um momento de descontração e brincadeiras

Ao praticarem a atividade juntos, os irmãos fortalecem os vínculos emocionais por compartilharem uma experiência agradável.

Na primeira infância, essa ligação é definida pela intimidade, e os bebês passam a assimilar desde cedo os bons sentimentos em relação a seus irmãos e a respeitar diferenças individuais de cada pessoa, começando dentro da própria família.

O comportamento do bebê começa nos relacionamentos familiares

Irmãos que aprendem desde novinhos a serem melhores amigos tendem a levar a ligação para a vida adulta, por isso, vale destacar que a natação para bebês propicia superação de obstáculos mútua onde um apoia o outro, gerando cumplicidade.

Muitas crianças propendem a ser resistentes no quesito de compartilhar a atenção dos pais e os brinquedos com seus irmãos, e iniciar esse tipo de atividade a partir do começo da vida, aproxima os pequenos com a grande interação e auxilia adotar esse hábito evitando futuras brigas e desavenças.

Evite a rivalidade entre seus filhos

As melhores relações humanas têm como base principal ações de respeito e de solidariedade para com o próximo. A convivência diária faz com que haja conflitos entre os irmãos, mas há maneiras de escapar desse tipo de dor de cabeça.

Tomando como exemplo a natação para os bebês, os pais podem aproveitar que os filhos têm a mesma faixa etária para iniciar a atividade com ambos, o que irá desenvolver além de camaradagem, uma estima e empatia a respeito do irmãozinho, já que repartem um momento tão gostoso em forma de brincadeira. Os pais devem entusiasmar as crianças a cooperar com harmonia e naturalidade, começando dentro de casa no relacionamento entre os filhos. São situações simples onde os bebês conciliam todo o ambiente alegre com a presença e participação dos irmãos.

Amizade e parceria até o fim da vida

Evitar que os irmãos cresçam se atracando não é lá das tarefas mais fáceis do mundo, isso exige um trabalho árduo e contínuo para os pais que muitas vezes não sabem como lidar com a inimizade na fase rebelde de seus filhos. Proporcionar atividades em conjunto onde as crianças possam brincar juntas e desfrutar da companhia alheia se torna uma arma secreta na educação dos pequenos e amadurecimento da relação com o irmão, que vira um aliado forte no ato da natação dos bebês.

A ciência explica!

Pesquisas científicas apontam que a presença de um irmão na vida do outro molda toda sua existência. A infância tem um papel primordial no desenvolvimento da pessoa, uma vez que as primeiras memórias e experiências são dadas nessa fase.

Garantir que seus bebês iniciem a natação juntos trará benefícios duradouros e melhora da convivência futura. A criança aprende a repartir as coisas e a serem mais pacientes considerando a vontade do outro e entendendo que é preciso controlar as emoções de forma que não afete o próximo.

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

Na natação para bebês, a meta é puramente a diversão! - Posts relacionados