Pode ser do seu interesse

Bem Estar

Gripe ou Resfriado – Qual a Diferença? Sintomas, Prevenção e Tratamento

De vez em quando nosso corpo não aguenta tanto estresse no dia a dia e acaba se rendendo. Sintomas como nariz entupido, desconforto na garganta, fadiga muscular e dor de cabeça podem ser observados quando nosso sistema imunológico é afetado.

Mas como saber se o que você tem uma gripe ou resfriado apenas? Qual a diferença entre eles? Quais são os sintomas de cada condição?

Apesar de sintomas parecidos, gripe e resfriado não são a mesma coisa. Vamos passar informações úteis e práticas para descobrir se os seus sintomas correspondem a gripe ou resfriado, além de dar dicas de prevenção e tratamento para cada uma dessas condições que afetam nossa saúde e bem-estar.

Gripe ou resfriado?

Em primeiro lugar, um resfriado geralmente é menos grave do que uma gripe. Isso significa que mesmo que os sintomas do resfriado façam você se sentir mal e indisposto, essas sensações passam após poucos dias. Já a gripe é uma doença que pode persistir por mais tempo e causar complicações de saúde se não for tratada.

Como saber se é gripe ou resfriado?

Às vezes é difícil saber a diferença entre uma gripe e um resfriado. Mas prestando atenção nos sintomas e na intensidade deles, é possível descobrir se aquele sintoma específico como por exemplo um nariz entupido é gripe ou resfriado.

Vamos então analisar os fatos.

Tanto a gripe quanto o resfriado são doenças respiratórias causadas por vírus. No entanto, o vírus que causa um resfriado e o vírus que causa uma gripe são diferentes. Por serem muito parecidos, às vezes apenas um médico é capaz de identificar se você tem uma gripe ou resfriado, mas outras vezes é possível que você mesmo identifique o tipo de infecção através da análise dos sintomas.

Diferenças entre gripe e resfriado

– O que é o resfriado?

O resfriado comum é um tipo de infecção respiratória causada por um vírus. De acordo com dados de órgãos de saúde, existem mais de 200 tipos de vírus que podem causar um resfriado. O mais comum é o rinovírus, que é altamente contagioso.

O resfriado pode te pegar em qualquer época do ano. No entanto, ele é mais comum nos meses de inverno, já que a maioria dos vírus que causam o resfriado se proliferam em climas com baixa umidade. Os resfriados podem se espalhar pelo ar ou através de superfícies contaminadas quando alguém doente tosse ou espirra, por exemplo.

– O que é a gripe?

A gripe também é uma infecção que afeta o sistema respiratório. Porém, ela é mais comum em algumas épocas do ano como o outono, o inverno e a primavera, período conhecido como temporada de gripe.

O modo de transmissão é igual ao do resfriado. O vírus se espalha através de gotículas presentes no ar ou em superfícies devido ao espirro ou tosse de pessoas contaminadas.

A gripe sazonal, chamada também de influenza, é causada pelos vírus da gripe A, B e C. Os vírus da gripe A e B são os mais comuns.

Outra característica da gripe que faz com que ela seja mais perigosa do que um resfriado é que os vírus estão em constante evolução. Assim, a gripe do ano de 2018 é diferente da gripe do ano de 2017, por exemplo, devido à mutação do vírus que fica cada vez mais resistente. Para acompanhar essas mutações do vírus, todos os anos uma nova vacina da gripe é desenvolvida para proteger a população.

Outra grande diferença entre o resfriado e a gripe é que a gripe pode evoluir para um quadro infeccioso mais grave como a pneumonia. Isso pode acontecer principalmente com pessoas com o sistema imunológico enfraquecido como indivíduos que sofrem de doenças como a asma, a diabetes ou doenças cardíacas além de mulheres grávidas, idosos e crianças pequenas.

Sintomas da gripe x sintomas do resfriado

Normalmente, a gripe é muito pior do que o resfriado devido à maior intensidade dos sintomas. No resfriado, os sintomas costumam ser mais leves e passageiros.

Em geral, os sintomas costumam ser os mesmos, mas variam de intensidade e apenas alguns sintomas são específicos de cada condição. De acordo com o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) nos Estados Unidos, é possível identificar uma gripe ou resfriado através da intensidade dos sintomas descritos na tabela abaixo.

SintomasGripeResfriado
Aparecimento dos sintomasAbruptoGradual
Dores no corpoComum e intensasÀs vezes e leves
FebreComumRaro
Fadiga e fraquezaComumÀs vezes
CalafriosComumIncomum
Nariz entupidoÀs vezesComum
EspirrosÀs vezesComum
Dor de gargantaÀs vezesComum
Dor de cabeçaComumRaro
Exaustão extremaComum no inícioNão ocorre
Tosses e desconfortos no peitoComumÀs vezes e leves

Outras características de um resfriado

De uma forma geral, o resfriado geralmente começa com uma dor de garganta que some após um ou dois dias. Os sintomas nasais como coriza e congestão nasal são observados nos dias seguintes e é muito raro ocorrer febre. Apenas crianças ou pessoas com o sistema imune comprometido podem apresentar febre durante um resfriado comum.

As secreções nasais em um resfriado costumam ser aquosas e apenas nos últimos dias podem ficar um pouco mais espessas e escuras.

– Duração dos sintomas

Os sintomas de um resfriado aparecem gradualmente e duram cerca de uma semana, sendo que nos primeiros 3 dias a probabilidade de passar a infecção para outra pessoa é maior. A maioria deles some em cerca de 7 a 10 dias.

Nesses casos em que os sintomas demoram muito a desaparecer, é importante procurar um médico para verificar se você precisa de antibióticos em caso de evolução para uma infecção bacteriana ou se o seu resfriado foi confundido com alguma alergia como a rinite alérgica ou a sinusite, que apresentam sintomas parecidos.

O resfriado pode sofrer complicações leves que envolvem o aumento da congestão nasal e infecções no ouvido, por exemplo.

Outras características de uma gripe

Como observado na tabela acima, os sintomas da gripe são um pouco mais graves, intensos e surgem mais rapidamente do que os de um resfriado. Os mais comuns incluem dor de garganta, febre, dor de cabeça, dores musculares, congestão nasal e tosse. Em alguns casos específicos como na gripe suína, por exemplo, também podem ser observados sintomas como vômitos e diarreia.

– Duração dos sintomas

Geralmente, os sintomas da gripe aparecem rapidamente com força total e melhoram ao longo de 2 a 5 dias. No entanto, podem perdurar por uma ou duas semanas em alguns casos.

Quando a gripe permanece no corpo por muito tempo, é importante tomar cuidado com a progressão dos sintomas já que a gripe pode causar complicações sérias de saúde como o desenvolvimento de pneumonia e infecções bacterianas que podem evoluir para quadros de sinusite, bronquite e infecção no ouvido. Essas complicações costumam afetar pessoas idosas, crianças pequenas ou pessoa com problemas cardíacos ou no pulmão e podem levar à morte se não tratadas. Um sintoma de complicação comum é o retorno da febre após alguns dias.

Resumo: gripe ou resfriado

Se você tem um resfriado, provavelmente sentirá sintomas como:

  • Nariz entupido ou escorrendo;
  • Dor de garganta;
  • Tosse leve;
  • Dores de cabeça;
  • Dores no corpo;
  • Espirros;
  • Cansaço leve.

Se o que você tem é uma gripe, é bem provável que você apresente sintomas como:

  • Febre moderada a alta;
  • Dor de garganta;
  • Tosse;
  • Calafrios;
  • Dor de cabeça;
  • Dor muscular;
  • Fadiga extrema;
  • Náuseas e vômitos (em alguns casos).

Quando buscar ajuda médica?

Ao surgirem sintomas mais graves ou mais duradouros do que o esperado, é importante procurar um médico para evitar complicações. Alguns sinais que indicam que você deve ir ao médico incluem:

  • Febre persistente: Se você está com febre há mais de 3 dias, pode ser que uma infecção bacteriana esteja em curso e precise de tratamento com antibióticos.
  • Tosse persistente: Se a tosse continuar mesmo após 2 ou 3 semanas, pode ser que você esteja desenvolvendo bronquite, asma, sinusite ou pneumonia e é importante consultar um médico para descartar essas hipóteses.
  • Deglutição dolorosa: A dor de garganta é um sintoma comum na gripe e no resfriado. No entanto, se a dor aumentar demais e for difícil engolir os alimentos, pode ser que você esteja com uma infecção na garganta que precisa ser tratada.
  • Congestão nasal e dores de cabeça persistentes: Se houver um bloqueio das passagens sinusais, o resfriado ou a gripe podem evoluir para a sinusite. Se esses sintomas vierem acompanhados de dor na região da face e ao redor dos olhos e secreção nasal espessa, procure um profissional da saúde para tratar o problema e evitar complicações de saúde.

Por fim, alguns sintomas de emergência incluem:

  • Dor de cabeça muito forte;
  • Tontura;
  • Falta de ar;
  • Dor torácica intensa;
  • Confusão mental;
  • Vômito persistente.

Nas crianças doentes, especialmente os bebês que ainda não conseguem se comunicar eficientemente, é preciso estar atento a sintomas como:

  • Dificuldade para respirar ou respiração rápida;
  • Letargia;
  • Irritabilidade ou angústia;
  • Dificuldade para acordar ou interagir;
  • Febre com erupções cutâneas;
  • Cor da pele azulada;
  • Dificuldade em beber líquidos ou em se alimentar;
  • Sintomas que vão e voltam.

Grupos de risco

Alguns grupos de pessoas são mais sensíveis às complicações de gripe ou resfriado e precisam estar mais atentos à persistência dos sintomas.

Tais grupos incluem:

  • Pessoas com mais de 50 anos de idade ou idosos;
  • Crianças menores de 2 anos de idade;
  • Mulheres gestantes;
  • Indivíduos com sistema imunológico enfraquecido por causa de uma infecção como a AIDS ou devido ao tratamento de doenças que precisam de uso de medicamentos esteroides ou quimioterápicos;
  • Pessoas que sofrem de doenças pulmonares ou problemas cardíacos crônicos;
  • Pessoas com distúrbios metabólicos e doenças como a diabetes, doença renal ou anemia.

Assim, procure um médico se os sintomas não melhorarem ou se complicações de saúde forem notadas, principalmente se você fizer parte de algum dos grupos de risco mencionados acima.

Sinais de que você está desenvolvendo pneumonia por causa de um resfriado ou gripe não tratada de forma adequada ou porque o seu sistema imune não está forte o suficiente para combater a infecção incluem:

  • Problemas respiratórios como dificuldade para respirar ou cansaço com atividades leves;
  • Dor de garganta muito forte;
  • Febre alta e persistente;
  • Tosse com muco esverdeado;
  • Dor no peito.

Prevenção

Ambas doenças são transmitidas pelo ar ou pelo contato direto com pessoa infectadas. Assim, evite colocar as mãos na região do nariz, olhos ou boca, que são as membranas mucosas por onde os vírus entram no organismo. Além disso, lave as mãos frequentemente para evitar que o contato direto com pessoas ou superfícies contaminadas te transmita o vírus. No caso da gripe, uma boa maneira de se prevenir é tomando a vacina anual contra a doença.

Embora pareça muito simples se prevenir, os germes estão por toda a parte. Por isso, separamos abaixo algumas dicas específicas para evitar a contração de resfriados ou gripes para você ficar sempre bem protegido.

Dicas para evitar um resfriado

Não existe vacina para evitar um resfriado, já que são muitas espécies de vírus que causam a doença. As principais dicas para ficar longe de um resfriado são:

– Evitar o contato com pessoas doentes

Parece óbvio e até um pouco antissocial, mas por ser uma doença super contagiosa, é indicado manter certa distância de quem está doente. Isso não quer dizer que você vai deixar de cumprimentar alguém que está resfriado, mas é bom evitar compartilhar utensílios de uso pessoal como copos, talheres e toalhas.

E ao ter algum tipo de contato, evite levar as mãos aos olhos, ao nariz ou até à boca e lave as mãos com água e sabão assim que possível para remover possíveis germes.

– Manter a boa higiene

Mesmo que não esteja em contato direto com alguém resfriado, estamos expostos a diversos micro-organismos no transporte público, na praça, no parque, no táxi, no shopping, no trabalho, na faculdade, dentre tantos outros lugares que costumamos frequentar.

Dessa forma, manter a higiene é fundamental para evitar o contato com germes indesejados. Lave sempre as mãos com água (morna, de preferência) e sabão, principalmente antes de se alimentar e, se possível, tenha sempre um recipiente com um pouco de álcool em gel para desinfetar as mãos em locais em que não é possível lavá-las. Além disso, evite tocar o nariz, a boca e os olhos se as suas mãos não estiverem limpas.

Dicas para evitar uma gripe

As dicas acima sobre a higiene e o contato com pessoas doentes também são válidas para a gripe. Além dessas dicas, é importante:

– Preservar a saúde

O modo mais eficaz de prevenir a gripe é através das campanhas de vacinação anuais. O ideal é que você se vacine até o início do outono, que é a época do ano em que normalmente se inicia a temporada de gripe. Mas o mais importante é se vacinar todos os anos, independente da época.

A vacina faz com que o seu corpo desenvolva anticorpos para proteger o organismo contra uma eventual gripe. Assim, ao contrair o vírus, você nem vai sofrer com sintomas porque o corpo será capaz de combater a doença rapidamente. É importante ressaltar que crianças que forem vacinadas pela primeira vez podem precisar tomar duas doses da vacina e depois repetir a dose anualmente para manter a proteção.

Além disso, é essencial ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e ter um sono revigorante para manter o seu sistema imunológico forte e pronto para combater qualquer tipo de infecção que surgir.

Tratamento

O tratamento costuma ser bastante simples desde que não haja complicações de saúde. De um modo geral, uma gripe ou resfriado podem ser tratados com o uso de medicamentos para tratar os sintomas. Isso inclui o uso de descongestionantes e analgésicos. Em casos de tosse e febre, também podem ser receitados xaropes para tosse, expectorantes e antipiréticos. Medicamentos antivirais também podem ser prescritos por um médico para combater o vírus causador da doença.

O uso de antibióticos não é necessário, já que se tratam de infecções virais e não infecções bacterianas. Os antibióticos só devem ser prescritos em casos em que houve uma complicação que causou uma infecção bacteriana como em casos de suspeita de sinusite ou bronquite.

– Como tratar um resfriado

De um modo específico, o resfriado pode ser tratado com o uso de anti-histamínicos, descongestionantes e analgésicos. Esses medicamentos atuam aliviando a congestão nasal, dores e outros sintomas de resfriados.

É importante se manter hidratado para evitar a desidratação. Algumas pessoas também optam por tratamentos naturais que incluem o uso de suplementos de zinco e vitamina C que ajudam a fortalecer o sistema imunológico e de chás de ervas, como o chá de Equinacea, que ajudam a aliviar os sintomas.

De acordo com um estudo publicado em 2015 no periódico BMC Family Practice, o uso de pastilhas de zinco de 80 miligramas ajuda a reduzir o período de constipações quando tomadas no dia que surgem os primeiros sintomas.

– Como tratar uma gripe

Na maioria dos casos, beber bastante água e repousar é a melhor maneira de tratar a gripe. O uso de descongestionantes e analgésicos de venda livre como o ibuprofeno e o acetaminofeno também é liberado em casos de congestão nasal e dores de cabeça e no corpo. Além disso, quando há febre, é preciso tomar um medicamento antipirético para normalizar a temperatura corporal.

Se os seus sintomas forem muito graves, o médico pode prescrever medicamentos antivirais como o oseltamivir (Tamiflu), o zamnamivir (Relenza) ou o peramivir (Rapivab). Esses remédios ajudam a tratar os sintomas e prevenir o desenvolvimento de complicações como a pneumonia.

Dicas finais

Independentemente de ser gripe ou resfriado, o ideal é que você se mantenha sempre hidratado e tenha uma alimentação saudável para que seu sistema imune esteja o mais preparado possível para combater qualquer problema. Além disso, as dicas de boa higiene são úteis não só para prevenir resfriado e gripes como outros tipos de doenças.

Referências adicionais:

Você sabe identificar quando tem uma gripe ou resfriado? Costuma seguir essas dicas de prevenção? Quantas vezes no ano geralmente adquire essas condições? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

Gripe ou Resfriado – Qual a Diferença? Sintomas, Prevenção e Tratamento - Posts relacionados