Pode ser do seu interesse

Sem categoria

Chá para Prisão de Ventre – 10 Melhores, Como Fazer e Dicas

O chá costuma ter propriedades calmantes e relaxantes, provocando uma sensação de conforto em muitas pessoas. O melhor é que, além desse efeito, os chás podem ser benéficos, ajudando a tratar e melhorar muitos problemas de saúde, entre eles a prisão de ventre.

Embora existam muitos produtos laxativos no mercado, alguns podem ser brutais com seu trato digestivo, danificando o equilíbrio bacteriano em seu intestino e causando efeitos colaterais como diarreia e desidratação. Usar um chá para prisão de ventre é uma boa escolha, pois alguns tipos de chás têm propriedades laxativas naturais e eles podem ser muito potentes e eficazes – até por isso, seu uso deve ser limitado.

A constipação tem muitos sintomas desconfortáveis e pode deixar você se sentindo inchado, irritado, mal-humorado, ansioso e até cansado. O consumo regular de um chá para prisão de ventre é uma das melhores maneiras de prevenir ou de tratá-la quando os sintomas já apareceram.

O que é prisão de ventre?

A prisão de ventre é um problema gastrointestinal relativamente comum em que se torna difícil, doloroso ou pouco frequente a evacuação. A causa direta da constipação é a lentidão dos alimentos que passam pelo trato digestivo e vários fatores podem causar essa lentidão. Geralmente, uma pessoa é considerada constipada se tiver menos de três evacuações em uma única semana. Se a condição persistir por muito tempo, é importante corrigir a situação rapidamente.

O que causa a constipação?

Geralmente, as causas da constipação envolvem uma dieta pobre em fibras, um estilo de vida sedentário e a desidratação. Às vezes, fatores externos também contribuem, como por exemplo uma viagem, estresse e ansiedade. A gravidez também pode trazer a prisão de ventre como sintoma desagradável.

Além das causas mais comuns, a constipação pode ter uma origem mais séria, como a síndrome do intestino irritável e outras condições intestinais, fibrose cística, transtorno de humor e problemas neurológicos, especialmente os que afetam os nervos ao redor do intestino e do reto.

Atrasar sua ida ao banheiro pode não ser uma boa ideia, pois se as fezes permanecerem por muito tempo no intestino, sua passagem pode ser difícil e dolorosa. Por fim, a prisão de ventre pode ser efeito colateral de alguns medicamentos como analgésicos narcóticos, antidepressivos, anti-histamínicos e antiácidos.

Sintomas mais comuns

Quando o assunto é funcionamento do intestino, saiba que não existe uma regra definida, pois a frequência pode ser diferente para cada um. Por exemplo, algumas pessoas vão ao banheiro três vezes ao dia, enquanto outras três vezes em uma semana. Porém, alguns sintomas são evidentes, e se você apresentá-los, pode sim estar com prisão de ventre:

  • Menos de três evacuações por semana.
  • Fezes duras e secas.
  • Esforço ou dor durante a evacuação.
  • Bloqueio retal.

Alguns perfis são mais comuns e propensos a desenvolver a prisão de ventre. Eles incluem: 

  • Idade: Pessoas com mais de 65 anos estão mais propensos a ter constipação, pois além da mobilidade física, que pode estar mais reduzida nessa idade, outras doenças subjacentes podem existir e impactar.
  • Problemas de saúde: Algumas condições médicas, principalmente aquelas que limitam os movimentos e deixam a pessoas acamadas, podem causar dificuldades para evacuar.
  • Mulheres e crianças: Mulheres e crianças são geralmente mais afetadas que os demais.
  • Gravidez: Alterações como as hormonais e pressão no intestino podem levar à constipação.

Possíveis complicações

Se você sofre de constipação grave ou crônica, pode correr o risco de sofrer as seguintes complicações. 

  • Hemorroidas: Esforço contínuo devido à constipação aumenta sua chance de desenvolver hemorroidas.
  • Fissura anal: Quando as fezes são duras, pode ocorrer uma ruptura súbita durante a evacuação do tecido mucoso, levando a uma fissura anal.
  • Prolapso de órgão: O prolapso é uma condição na qual o útero, o reto, a bexiga, a uretra, o intestino delgado ou a própria vagina podem começar a cair de suas posições normais.
  • Impactação fecal e obstrução intestinal: A constipação crônica pode levar a bloqueio e fezes gigantes obstruindo o intestino grosso. A situação pode exigir cirurgia.

Os tratamentos para a constipação podem ser feitos através de medicamentos, comprados na farmácia, ou através de opções mais naturais, como os chás, que podem ser muito eficazes.

Melhores tipos de chá para prisão de ventre

Os chás de ervas para a prisão de ventre podem ser feitos a partir de uma combinação de ervas e folhas, ou com apenas um ingrediente. Confira abaixo os mais recomendados para tratar e aliviar os sintomas.

1. Chá de dente-de-leão

O chá de dente-de-leão tem compostos na raiz que estimulam a digestão, aumentam o fluxo biliar e podem agir como laxantes suaves. Ele funciona como um diurético, forçando a água para o sistema excretor e urinário, ajudando a evacuação e a redução do inchaço, cãibras e constipação.

O chá de dente-de-leão não só tem qualidades laxantes e diuréticas leves, mas também parece promover a função bacteriana saudável no trato digestivo. Além disso, a planta fornece vitaminas e minerais, incluindo potássio, ferro, zinco e vitaminas A, B, C e D.

Preparar o chá é muito fácil, basta ferver as raízes, ao invés de simplesmente derramar água fervente sobre elas, como faria com outros chás. Coloque 1 colher de chá da raiz seca picada em uma chaleira contendo cerca de 250ml de água fervente. Ferva por cinco a 10 minutos, em seguida, peneire e beba o chá. Consuma cerca de 3 xícaras desta chá para prisão de ventre por dia durante as crises.

2. Chá de raiz de bardana

Famoso por sua capacidade de combater infecções e inflamações no estômago, este chá é uma escolha natural para reduzir os sintomas e desconfortos da constipação.

O chá de raiz de bardana contém lignanas, princípios amargos, inulina (amido resistente), mucilagem, enxofre e ácidos orgânicos. Esta mistura potente ajuda a aumentar a secreção biliar da vesícula. Com este apoio, o corpo é mais capaz de digerir alimentos gordurosos e oleosos e usá-los efetivamente para várias funções biológicas.

Se as fezes estiverem secas e difíceis de passar, a bardana é uma boa escolha, já que quebra as gorduras.

Para preparar o chá, você precisará de 8 a 10 tiras de raiz de bardana e 2 xícaras de água filtrada, 1 colher de chá de mel orgânico ou açúcar. Leve a água para ferver e retire do fogo depois de 2 ou 3 minutos e despeje sobre a raiz. Deixe a mistura em infusão por 5-10 minutos. Coe e adicione quaisquer adoçantes naturais.

3. Chá de sene

O chá de sene é um poderoso chá para prisão de ventre, com propriedades laxantes incríveis que foram cientificamente provadas para fornecer um alívio quase imediato da constipação.

A erva contém vários compostos ativos conhecidos como “senna glicosídeos ou senosídeos”. Ambas são muito utilizadas na medicina moderna devido aos seus potentes efeitos laxativos naturais.

Os glicosídeos encontrados no sene são conhecidos por possuírem propriedades laxativas poderosas, ajudando a soltar e a quebrar o bloqueio dos seus intestinos, o que pode proporcionar alívio rápido.

O chá de sene também pode ser usado para tratar a síndrome do intestino irritável, infecções fúngicas da pele e hemorroidas; porém, mesmo sendo considerado seguro para adultos saudáveis, não deve ser consumido por mais de duas semanas, pois seu uso excessivo pode provocar vários efeitos colaterais potenciais.

Para preparar o chá, ferva 100 gramas de folhas de chá em água filtrada. Cubra e deixe em infusão por 15 minutos, coe e beba enquanto estiver quente. Você pode combinar com gengibre fatiado.

4. Chá de raiz de alcaçuz

A raiz de alcaçuz, que é uma erva potente, mais conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias únicas, também pode ser usada para tratar a constipação, úlceras e outros problemas digestivos comuns.

O chá de raiz de alcaçuz foi cientificamente comprovado para aliviar a constipação crônica, pois ele pode promover ativamente a peristalse, que é um processo usado para forçar as fezes através do sistema gástrico. As potentes propriedades anti-inflamatórias da erva também são usadas para proteger o revestimento do estômago.

Evite tomar por mais de seis semanas consecutivas, a menos que seu médico esteja supervisionando, pois pode causar retenção de líquidos e pressão alta. Pessoas com doenças cardíacas, hepáticas e renais não devem usar a raiz de alcaçuz. Ela pode agir como um anticoagulante e pode aumentar o risco de sangramento quando tomada com medicamentos anticoagulantes, como a aspirina e a varfarina.

O chá de alcaçuz deve ser feito com a raiz ou em pó. Misture 1/2 colher de chá com 1 xícara de chá de água e deixe ferver por 10 minutos. Você pode beber 2 xícaras por dia.

5. Chá de cáscara sagrada

A cáscara sagrada é um laxante estimulante. Ela funciona causando contrações musculares que ajudam a mover as fezes através dos intestinos. A sua casca contém produtos químicos chamados antraquinonas, que lhe dão sua cor e seu efeito laxante.

Seu uso a curto prazo é bem tolerado, porém você deve considerar várias questões de segurança antes de decidir se deve usar a cáscara sagrada, pois ela pode causar cólicas abdominais, perda de eletrólitos e dependência. Usar por mais de duas semanas pode causar a incapacidade de evacuar sem a ajuda de um laxante.

O chá é feito embebendo 2 gramas de casca picada em 1 copo de água fervente por 10 minutos ou mais. Coe o chá antes de beber e adicione um pouco de mel a gosto.

6. Chá de gengibre

O chá de gengibre é recomendado como chá para prisão de ventre devido aos seus efeitos laxantes suaves e capacidade de promover a atividade intestinal. Além disso, ele atua como um estimulante de apetite leve, fortalece o estômago e promove a digestão.

Para fazer este chá, você precisa de 1 colher de chá de gengibre em pó, 1 xícara de água, 2 colheres de sopa de mel e 1 colher de sopa de suco de limão. Adicione o pó de gengibre à água e deixe ferver em fogo médio por 5-10 minutos. Coe, e depois de esfriar um pouco, adicione o suco de limão e o mel. Consuma quente. Para a constipação, beba 1 xícara de chá de gengibre duas a três vezes ao dia.

7. Chá de hortelã-pimenta

A hortelã-pimenta é uma erva carminativa, o que significa que qualquer gás no sistema digestivo se moverá pelo corpo em vez de ficar em um só lugar, causando menos desconforto. Também é um antiespasmódico, o que significa que ele ajuda a reduzir a náusea e o vômito. Essas duas propriedades principais da hortelã-pimenta ajudam a melhorar a passagem dos alimentos pelo trato intestinal e estimulam a vesícula biliar.

Isso, por sua vez, faz com que a vesícula biliar produza bile, o que ajuda o corpo a digerir as gorduras mais facilmente. Alguns compostos da hortelã-pimenta também ajudam a desintoxicar o fígado, o que é vital para um bom sistema digestivo.

Sendo assim, o chá de hortelã-pimenta é uma maneira simples, natural e eficaz para impulsionar o seu sistema digestivo e pode ajudar a reduzir as chances de constipação.

Prepare o chá com folhas frescas. Lave e rasgue as folhas e coloque-as em um bule, depois despeje um pouco de água fervente sobre elas. Deixe em infusão por cerca de 3-7 minutos, dependendo de quão forte você quer seu chá. Você também pode usar folhas secas e ferver em água, coar e adicionar um pouco de mel. Consuma quente.

8. Chá verde

O chá verde tem sido usado tradicionalmente como estimulante, diurético, adstringente e tônico cardíaco, para o tratamento de gases, açúcar elevado no sangue e má digestão. Ele contém cafeína, que atua como um laxativo suave para fazer com que o intestino se mova, fazendo com que seu cólon se contraia e empurre. Isso é chamado de reflexo gastrocólico, e seu efeito é mais intenso depois da primeira refeição do dia.

É preciso registrar que a cafeína tem um efeito desidratante, já que é um diurético. Você precisa beber água suficiente para neutralizar esse efeito, pois se a ingestão de água não for feita, o chá terá um efeito contrário e pode retirar água do intestino, causando fezes endurecidas e prisão de ventre.

Para evitar a desidratação, consuma mais de 11 xícaras de líquido se você for mulher, ou mais de 15 xícaras se for homem, todos os dias.

Para preparar o chá verde, você precisará de 1 saquinho de chá de folhas ou 1 colher de chá de chá verde de folhas soltas, 2 xícaras de água e 1 colher de chá de mel orgânico. Ferva a água em uma panela pequena e deixe esfriar por cerca de 2 minutos. A xícara ideal de chá verde deve ser embebida logo abaixo da temperatura de ebulição. Adicione as folhas soltas ou o saquinho de chá a um copo e despeje lentamente sobre a água quente. Deixe o chá fermentar por 2 a 3 minutos antes de retirar o saquinho de chá. Adicione a fatia de limão ou mel.

9. Chá de cravo

Ter má digestão é uma das razões mais comuns por trás de um surto de constipação. Se a sua digestão não estiver na melhor forma, considere tomar chá de cravo, diminuindo assim o risco de constipação.

O cravo pertence a um grupo de especiarias naturais que são encontradas principalmente como componentes de pratos deliciosos. As propriedades antibacterianas e antifúngicas deste chá o tornam adequado para o uso no combate a vários problemas do trato digestivo e fornecem alívio calmante contra a diarreia e constipação. O chá de cravo também pode ser usado na limpeza do cólon, e mesmo que você já esteja constipado, essa bebida pode ser muito útil.

Para fazer chá de cravo, você precisa de 2-3 dentes, 1 ½ colher de chá de mel e 1 xícara de água. Basta adicionar cravo na água e fervê-lo. Deixe os dentes secarem durante 5 minutos após a fervura e coe-os. Adicione o mel e consuma morno.

10. Chá de tulsi

Este chá ayurvédico tem um forte impacto no trato digestivo e pode estimular a liberação de sucos gástricos, fazendo com que os intestinos se movam suavemente. Chá tulsi também tem efeitos anti-espasmódicos, que podem ajudar aqueles que sofrem de constipação. Desintoxica o fígado e a bexiga, reduz a inflamação e ajuda a flora intestinal a encontrar um equilíbrio saudável.

Para fazer este chá para prisão de ventre, você precisa de 2 colheres de sopa de folhas secas de tulsi, um pouco de mel e 1 ½ xícaras de água. Combine o tulsi e 1 ½ xícaras de água em uma panela antiaderente profunda, misture bem e cozinhe em fogo médio por 10 minutos, certificando-se de mexer ocasionalmente. Coe a água e adicione mel a ela de acordo com seu gosto. Consuma quente.

Dicas para evitar a prisão de ventre

  1. Invista em uma alimentação equilibrada: Antes de fazer qualquer outra coisa, cuide da sua dieta. Gorduras saudáveis ​​como as encontradas em azeite, nozes, óleo de coco, abacate, azeitonas, peixe fresco e peixe de linhaça e óleo de linhaça ajudam a manter o sistema digestivo lubrificado.
  2. Consuma fibra alimentar: Tanto a fibra solúvel como a insolúvel são necessárias para um intestino saudável. A fibra insolúvel passa pelo corpo praticamente inalterada. Ela fornece volume para fezes e facilita a passagem, mantendo a textura suave. Alimentos que têm uma quantidade elevada de fibras insolúveis são frutas, vegetais e grãos integrais. Esta fibra produz uma substância do tipo gel no intestino, que elimina suavemente as fezes volumosas. A fibra solúvel também retarda a digestão e permite que o corpo absorva o máximo de nutrientes possível dos alimentos.
  3. Mudança de estilo de vida: Mudar alguns hábitos antigos pode ter consequências positivas sobre a frequência com que você vai ao banheiro. Comece a se exercitar, pois a atividade física aumenta a atividade muscular no intestino, e não ignore o desejo de evacuar. Permita-se tempo suficiente para ir ao banheiro sem distrações ou pressa.

Considerações

Embora o uso de um chá para prisão de ventre seja uma forma rápida e eficaz de curá-la, é possível experimentar efeitos colaterais negativos quando qualquer substância é consumida em excesso. Cada um destes chás tem uma composição de nutrientes diferente que devem ser considerados. Alguns dos efeitos colaterais comuns desses chás laxantes incluem a desidratação e a diarreia, que muitas vezes pode ser tão desagradável e perigosa quanto a constipação.

Sempre fale com o seu médico, especialmente se você utiliza outra medicação ou tem um problema de saúde pré-existente.

Referencias adicionais:

Você já tomou algum chá para prisão de ventre? Costuma sofrer muito com a constipação? Qual desses listados acima trouxe melhores resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

Chá para Prisão de Ventre – 10 Melhores, Como Fazer e Dicas - Posts relacionados