Pode ser do seu interesse

Sem categoria

Chá para Alergia – 5 Melhores, Receitas e Dicas

Quando uma pessoa tem uma alergia, o seu sistema imunológico produz anticorpos que identificam um alérgeno (substância capaz de causar alergia) como perigoso, mesmo que ele não seja.

Então, quando essa pessoa entra em contato como o alérgeno em questão, o sistema imunológico reage a ele, podendo afetar a pele, os seios paranasais, as vias respiratórias ou o sistema digestivo.

Os sintomas de uma alergia podem variar conforme a substância que causou a alergia. Por exemplo, a rinite alérgica pode provocar espirros, coceira no nariz, nos olhos ou no céu da boca, nariz entupido e escorrendo e olhos aguados, vermelhos e inchados.

Já uma alergia alimentar pode trazer sintomas como formigamento na boca, inchaço nos lábios, língua, face ou garganta e urticária (erupção ou lesão com manchas ou placas vermelhas com coceira na pele).

Uma alergia também pode envolver a anafilaxia, uma reação alérgica severa, que é uma emergência médica potencialmente fatal e pode fazer com que o corpo entre o choque.

Perda de consciência, queda na pressão, dificuldade grave em respirar, erupção cutânea, vertigem, náusea, vômito e pulso rápido e fraco são sinais da anafilaxia. As informações são da Mayo Clinic, organização da área de serviços médicos e pesquisas médico-hospitalares dos Estados Unidos.

Ao experimentar qualquer sintoma de reação alérgica é fundamental que você procure o médico para descobrir o que pode ter provocado a alergia e receber o tratamento adequado.

Se já souber a o que é alérgico, siga as instruções passadas pelo médico sobre o que você deveria fazer caso voltasse a ter uma reação alérgica e procure um hospital no caso de apresentar sintomas graves.

O tratamento da alergia

Segundo a Mayo Clinic, uma vez que uma alergia é descoberta, o seu tratamento pode incluir evitar aquilo que causa a alergia, o uso de medicamentos, a imunoterapia e a epinefrina emergencial para os casos severos.

5 opções de chá para alergia

Você já ouviu falar no uso de chá para alergia? Abaixo, vamos conhecer algumas opções dessa bebida. Entretanto, antes de chegarmos a elas, precisamos deixar alguns alertas.

Primeiro: Não estamos afirmando que essas receitas de chá para alergia vão curar a condição ou que se você utilizar a bebida e entrar em contato com a substância que te causa alergia estará tudo certo, apenas estamos reproduzindo algumas que já foram apresentadas como capazes de auxiliar a aliviar os sintomas do problema.

Se você tem uma alergia, precisa seguir todo o tratamento e as recomendações do médico para lidar com o seu quadro e jamais deve substituir esse tratamento apenas pela utilização de um chá.

Isso nos leva ao segundo ponto: Antes de testar qualquer um desses chás, é mandatório que você consulte o médico para verificar se a bebida realmente pode ajudar, se ela não pode fazer mal e em que dosagem e frequência ela pode ser utilizada. Verifique ainda se um dos chás indicados não contém um ingrediente ou substância ao qual você é alérgico.

Com os alertas devidamente passados, podemos finalmente conhecer algumas sugestões de chá para alergia. Confira:

1. Chá de tanchagem (Plantago major L.)

O chá de tanchagem pode funcionar como um bom remédio caseiro para a alergia respiratória devido ao fato de possuir propriedades expectorantes que auxiliam na retirada de secreções que acompanham condições como a rinite e a sinusite, por exemplo. 

Ingredientes:

  • 500 ml de água fervente;
  • 15 g de folhas de tanchagem.

Modo de preparo:

Levar a água para ferver e adicionar as folhas de tanchagem; Tampar, esperar esfriar, coar e servir-se imediatamente.

Cuidados

A tanchagem é contraindicada para gestantes, mulheres que amamentam e pessoas que sofrem com problemas no coração. Ela pode provocar efeitos colaterais como sonolência, cólica intestinal e desidratação.

2. Chá de sabugueiro

O chá de sabugueiro também é apontado como um chá para alergia. Entretanto, é precisar tomar bastante cuidado porque os efeitos colaterais do chá de sabugueiro podem incluir reações alérgicas para algumas pessoas.

Ingredientes:

  • 1 colher de flores de sabugueiro secas – você deve escolher as comercializadas secas porque as frescas carregam substâncias tóxicas que são prejudiciais para a saúde;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Adicionar as flores secas de sabugueiro na xícara de água fervente; Tampar, aguardar até ficar morno, coar e servir-se imediatamente.

Cuidados

O sabugueiro não pode ser utilizado mulheres que estejam grávidas ou no período do aleitamento. Os seus frutos são tóxicos e por isso não podem ser consumidos.

A ingestão em longo prazo do chá de sabugueiro ainda não teve a sua segurança garantida. O consumo em excesso das flores do sabugueiro pode causar complicações gastrointestinais como náusea e diarreia.

Os diabéticos também devem tomar cuidado com o sabugueiro por conta de seus efeitos de diminuição dos níveis de açúcar no sangue, o que traz o risco de causar uma redução muito grande nas taxas de glicose sanguínea desses pacientes.

O uso do sabugueiro também deve ser evitado antes e imediatamente depois de um procedimento cirúrgico.

3. Chá de camomila

Segue também uma receita de chá de camomila para auxiliar em casos de alergia na pele. A planta é dotada de propriedades anti-inflamatórias e calmantes, que podem ajudar a diminuir a inflamação e a coceira.

Entretanto, neste caso, o chá não é usado para beber, mas sim na forma de uma compressa a ser aplicada na pele. Uma compressa só deve ser aplicada na pele depois que a região afetada for bem lavada com bastante água e sabão com pH neutro, assim que os primeiros sintomas da alergia surgirem.

Mas precisamos registrar um alerta aqui: o chá de camomila pode provocar reações alérgicas graves em algumas pessoas como choque anafilático e dermatite de contato. 

Ingredientes:

  • 20 a 30 g de flores frescas ou secas de camomila;
  • 500 ml de água fervente;
  • Pano.

Modo de preparo:

Adicionar as flores de camomila na água; Deixar descansar ao longo de 15 minutos; Então, coar a mistura e molhar o pano com ela.

Recomenda-se aplicar a compressa deste chá para alergia de manhã e de noite, de acordo com a necessidade.

Cuidados

“Evite a camomila se você é alérgico à tasneira ou plantas similares, se você está grávida, toma pílulas anticoncepcionais ou tem um histórico de câncer associado a problemas hormonais” alertou o mestre em medicina tradicional chinesa Solomon Branch.

4. Chá de amor-perfeito

Recomenda-se também o amor-perfeito para tentar ajudar a aliviar alergia na pele por conta de suas propriedades anti-inflamatórias. Assim como foi com a camomila, para isso, o chá de amor-perfeito não deve ser ingerido – ele é utilizado na forma de compressa.

E nada de usar o amor-perfeito descontroladamente: quando utilizada em excesso, a planta pode provocar alergias graves na pele.

Ingredientes:

  • 20 a 30 g de flores frescas ou secas de amor-perfeito bravo;
  • 500 ml de água fervente;
  • Pano.

Modo de preparo:

Adicionar as flores de amor-perfeito na água; Deixar descansar ao longo de 15 minutos; Então, coar a mistura e molhar o pano com ela.

Aplicar a compressa de manhã e de noite, de acordo com a necessidade.

Cuidados

O amor-perfeito está contraindicado para bebês e crianças. As grávidas e mulheres que amamentam devem checar com o médico antes de usar a planta.

O uso contínuo e em doses diárias elevadas deste chá para alergia pode provocar enxaqueca. Aconselha-se evitar o amor-perfeito de floricultura porque ele pode conter muitos agrotóxicos que tornam o seu consumo perigoso.

5. Chá de gengibre

Recomenda-se o gengibre como um ingrediente que pode auxiliar a aliviar as alergias por conta de suas propriedades anti-inflamatórias.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de gengibre;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Colocar o gengibre e a água dentro de uma panela e levar ao fogo durante 10 minutos; Desligar o fogo, tampar e deixar abafar durante 10 minutos; Coar e usar o chá.

Cuidados

O chá de gengibre não pode ser consumido por pessoas que sofrem com a diabetes, por mulheres que estejam grávidas ou mulheres que se encontrem no processo de amamentação de seus nenéns.

A Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos alerta que pessoas que fazem uso de medicamentos diluidores do sangue (anticoagulantes) devem evitar os suplementos de gengibre, e pessoas com distúrbios hemorrágicos e diabetes também devem evitar os suplementos de gengibre.

O gengibre também não deve ser utilizado por quem sofre com hipertireoidismo e cálculo na vesícula biliar e crianças, pessoas com enxaqueca, úlceras e alergias não devem abusar da raiz. O chá de gengibre também deve ser evitado por pessoas que sofrem com a pressão alta.

O consumo exagerado da bebida também pode provocar efeitos colaterais como gases, inchaço, azia e perturbação estomacal.

Dicas

O ideal é tomar um chá para alergia logo após o seu preparo (não necessariamente tomar todo o conteúdo preparado de uma vez, pois isso pode ser perigoso para a saúde), antes que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos. Um chá costuma preservar substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse período, as perdas são consideráveis.

Certifique-se ainda de que os ingredientes que você utilizar no preparo do seu chá para aleria sejam de boa qualidade, de boa procedência, orgânicos, frescos, estejam bem limpos e higienizados e não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde. Na hora de comprar a matéria-prima para fazer o chá, verifique ainda que se trata realmente da planta desejada, conferindo o seu nome científico.

Até mesmo os chás podem fazer mal, ter contraindicações e provocar efeitos colaterais, principalmente se forem utilizados de maneira inadequada ou exagerada. Portanto, não exagere no consumo, mesmo que a ingestão da bebida tenha sido autorizada pelo médico.

Consulte seu médico

A recomendação de consultar o médico serve para todas as pessoas, principalmente para quem tem a saúde fragilizada como crianças, adolescentes, idosos, mulheres que estejam grávidas, mulheres que estejam amamentando e pessoas que sofrem com alguma doença ou condição específica de saúde.

Na conversa com o médico também é necessário informar caso faça uso de qualquer medicamento, suplemento ou planta para que ele verifique se não faz mal utilizar a substância ao mesmo tempo em que o chá em questão.

E se você passar mal depois de tomar a versão escolhida da bebida, principalmente se houver uma piora na sua reação alérgica, procure imediatamente um hospital para checar a gravidade dos sintomas, mesmo que eles não aparente ser sérios, e receber o tratamento apropriado.

Você já experimentou tomar ou usar topicamente algum chá para alergia? Como foram os resultados e para que tipo da condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

Chá para Alergia – 5 Melhores, Receitas e Dicas - Posts relacionados