Pode ser do seu interesse

Bem Estar

Cerveja Aumenta o Colesterol e Triglicerides?

A cerveja é provavelmente a bebida alcoólica mais popular em todo mundo, principalmente no Brasil. De acordo com os dados oficiais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nos últimos 3 anos o número de cervejarias registradas no país cresceu 91%, já que em 2014 haviam 356 cervejarias e em 2017 haviam 679.

Embora a cerveja tenha uma má reputação devido ao seu teor alcoólico, ela também contém alguns ingredientes supreendentemente saudáveis. A cevada, um dos ingredientes usados para fazer cerveja, contém polifenóis, que têm sido associados à redução dos níveis de colesterol e à promoção da saúde do coração.

Há também alguns estudos sugerindo que bebidas alcoólicas, bem como a cerveja, também podem melhorar a saúde do coração quando consumidas em quantidades modestas.

Existem mais de 60 estudos prospectivos (o que significa que os pesquisadores acompanharam os indivíduos durante um período de tempo para determinar os efeitos dos fatores que estão estudando) que analisam a relação entre o consumo moderado de álcool e doenças cardiovasculares. Cerca de metade deles chegaram a conclusões positivas para a saúde.

Como a cerveja aumenta o colesterol e triglicerídeos

A cerveja aumenta o triglicérides porque contém álcool e carboidratos, que são duas substâncias que aumentam os níveis dos triglicerídeos rapidamente no corpo, principalmente no caso das pessoas mais sensíveis a cerveja, que podem chegar a níveis ainda mais altos de triglicerídeos. Quando os triglicerídeos aumentam, o colesterol também aumenta.

Essa bebida tão apreciada pelos brasileiros também é chamada de “pão líquido” devido à sua composição que geralmente contém lúpulo, cevada e fermento, substâncias que contêm fitoesteróis, compostos de plantas que se ligam ao colesterol para ajudar a tirá-lo do corpo. É por isso que alguns deles, como os esteróis vegetais, são adicionados em algumas bebidas e alimentos que são comercializados como “alimentos redutores de colesterol”.

Como a cerveja contém esteróis naturais, muitas pessoas acreditam que ela possa diminuir o seu colesterol. O fato é que os que são encontrados na cerveja – ergosterol ou sitosterol – estão em níveis muito baixos para que de fato tenham um grande impacto na redução do colesterol.

Porém, algumas pesquisas realizadas em camundongos sugeriram que o consumo moderado de cerveja pode reduzir os depósitos de colesterol na maior artéria do corpo, a aorta, bem como o que está presente no fígado.

Os pesquisadores observaram que alguns componentes não identificados na cerveja podem mudar a forma como são metabolizadas as lipoproteínas e reduzir o risco de doenças cardíacas, porém, ainda não se sabe ao certo como eles funcionam.

Excesso de cerveja aumentar o triglicérides

Se você consome muita cerveja, acima do que é considerado leve ou moderado, o seu consumo poderá aumentar os níveis de triglicérides.

É considerado consumo leve a moderado de uma a três porções de bebidas alcoólicas por dia.

Uma porção de cerveja é considerado cerca de 350ml. Uma cerveja padrão contém em média 5% de álcool, enquanto que algumas cervejas mais fortes podem conter quase o dobro dessa quantidade, tendo uma média de 9%. 350ml da cerveja com maior teor alcoólico podem ser contados como duas porções.

Vários estudos mostraram que quanto mais cerveja uma pessoa consume, maior são seus níveis de triglicerídeos, e isso também vale para todas as formas de bebidas alcoólicas. Isso significa que o ideal é você tentar manter o seu consumo diário entre uma a duas porções de cerveja ao dia.

Conclusão: cerveja aumenta o colesterol e triglicerídeos?

Mais estudos para analisar se a cerveja aumenta o colesterol ou não, bem como os triglicerídeos, são necessários. A maioria dos estudos realizados examina todos os tipos de bebidas alcoólicas e seus efeitos sobre o colesterol, triglicerídeos e saúde do coração como um todo.

Em alguns estudos, foi verificado que as pessoas que bebiam pelo menos uma dose de cerveja por dia, viram um aumento nos níveis de colesterol LDL (“ruim”) em 11%. Além disso, os níveis de colesterol HDL (“bom”) em alguns estudos foram reduzidos em até 18%, embora outros estudos não tenham visto uma diminuição significativa no HDL. A maneira pela qual a cerveja afeta seus níveis de lipídios não é conhecida. Nestes estudos, o tipo ou marca de cerveja não foi geralmente observado.

Outro estudo também mostrou que uma cerveja (cerca de 340ml) por dia poderia reduzir a oxidação do LDL. No entanto, o consumo de três ou mais cervejas diariamente promoveu a oxidação do LDL. Estudos mostraram que o LDL oxidado pode promover a inflamação do revestimento interno dos vasos sanguíneos e contribuir para a formação de aterosclerose, levando ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Níveis elevados de triglicerídeos também foram observados com o aumento do consumo de cerveja. Ter níveis muito altos de triglicerídeos é outro fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, assim, de acordo com esse estudo, a cerveja aumenta os triglicérides, porém, poderia ser benéfica para o colesterol.

Consumo de cerveja para pessoas com níveis altos de triglicerídeos

Se você já apresenta níveis altos de triglicérides, o ideal é não consumir bebidas alcoólicas, mas se você mesmo assim quiser insistir, poderá fazer algumas mudanças consistentes em seu estilo de vida durante toda a sua vida para que de vez em quando possa tomar uma boa cerveja gelada.

Para fazer essas mudanças, você deverá seguir uma dieta com baixo teor de gordura, índice glicêmico e muitas fibras. Isso pode ser feito com alimentos e laticínios com baixo teor de gordura, vegetais, frutas, alimentos e cereais integrais.

Exercite-se diariamente por cerca de 30 a 40 minutos. O ideal é praticar tanto exercícios aeróbicos como treinamento de força (anaeróbicos). Mantenha um peso saudável, incorpore hábitos saudáveis e deixe os que fazem mal como beber e fumar de lado, até que pelo menos os seus níveis tenham atingido os valores desejáveis.

Após 12 semanas seguindo esse novo estilo de vida, pode ser que seus níveis já tenham voltado ao normal, mas caso não estejam, entre em contato com o seu médico, pois pode ser que você precise tomar algum medicamento.

Mesmo fazendo tratamento com medicação, continue essas mudanças em seu estilo de vida, pois elas devem ser suas companheiras pelo resto da vida. Se você reduzir os triglicérides com a medicação e não fizer essas mudanças necessárias, o álcool tornará os medicamentos menos eficazes e você se tornará propenso a complicações graves como derrame, ataque cardíaco e diabetes.

Assim que os seus níveis estiverem normais e estabilizados, poderá beber dentro dos limites recomendados. Evite beber em excesso, pois isso irá aumentar novamente os seus níveis de triglicérides.

Você não deve beber cerveja para diminuir o colesterol

Embora em alguns casos uma cerveja por dia pareça melhorar o seu perfil lipídico e diminuir a oxidação do LDL, beber três ou mais pode afetar adversamente o seu perfil lipídico, a saúde do coração e aumentar o risco de contrair certas doenças, como certos tipos de câncer, pressão alta e ter um infarto. Essa tendência também foi observada com outros tipos de bebidas alcoólicas.

Além disso, o consumo exagerado regular de bebidas alcoólicas pode te levar a um estilo de vida inativo, obesidade e ao alcoolismo, e tudo isso pode criar graves problemas para a saúde, que superam em muito qualquer outro benefício adicional.

Portanto, é recomendável que você não beba muita cerveja – ou qualquer bebida alcoólica – se estiver preocupado com a sua saúde, mesmo que algumas pesquisas sugiram não ser verdade que a cerveja aumenta o colesterol.

A American Heart Association recomenda que se você quiser beber, deve beber apenas de uma a duas porções de 350ml de cerveja por dia. Se você normalmente não bebe, a American Heart Association adverte que não deve começar a beber cerveja – ou qualquer outro álcool – unicamente com a finalidade de melhorar a saúde do seu coração.

Sendo assim, beber com moderação continua sendo a melhor opção.

Referências adicionais:

Você já tinha ouvido falar que beber cerveja aumenta o colesterol e triglicérides? Tem costume de beber cerveja com que frequência? Pretende diminuir isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

Cerveja Aumenta o Colesterol e Triglicerides? - Posts relacionados