Pode ser do seu interesse

Sem categoria

14 Benefícios do Rooibos – Para Que Serve, Chá e Indicações

O rooibos é uma planta de origem africana que apresenta propriedades medicinais interessantes para a saúde. Através do consumo do chá de rooibos, é possível aproveitar todos os seus benefícios de uma forma fácil e deliciosa.

Por ser livre de cafeína, o chá de rooibos pode ser tomado a qualquer hora do dia mesmo por pessoas que sofrem com distúrbios do sono e tem qualidade superior a chás mais conhecidos por seus benefícios para a saúde e presença de substâncias antioxidantes como o chá preto e o chá verde, por exemplo.

Apesar de ainda não existirem provas científicas concretas sobre os benefícios medicinais do rooibos, há indícios de que seus efeitos são reais e especialistas afirmam que o seu consumo é seguro para a saúde. Vamos mostrar o que já se sabe sobre essa planta medicinal e quais são os seus benefícios para a saúde, além de mostrar como preparar o chá de rooibos.

Rooibos – O que é

Rooibos é uma planta medicinal nativa da África do Sul cujo nome científico é Aspalathus linearis. Conhecida também como arbusto vermelho ou redbush, trata-se de uma planta cujas folhas são usadas para preparar um chá de ervas com benefícios incríveis para a saúde.

Além do chá de rooibos vermelho, existe também o chá de rooibos verde. Ambos são preparados a partir da mesma planta, porém, o chá de rooibos vermelho é mais popular e preparado a partir de um processo de fermentação natural após a secagem das folhas.

Já o chá de rooibos verde não sofre essa etapa de fermentação. O resultado é um chá com propriedades semelhantes, mas com um sabor mais suave e com muito mais nutrientes e compostos antioxidantes do que o chá vermelho.

Ambos são chás com baixo teor calórico, sem cafeína e que têm sido usados há muito tempo na África do Sul devido às suas propriedades medicinais.

Para que serve

Principalmente devido ao seu alto poder antioxidante, o rooibos pode ser usado para proteger o corpo de doenças, prevenindo o desenvolvimento de condições como obesidade e diabetes, além de outros benefícios para a saúde que serão mostrados com detalhes a seguir.

O teor de minerais presentes no rooibos é impressionante e inclui substâncias como ferro, cálcio, potássio, cobre, manganês, zinco, magnésio e ácido alfa-hidroxi, além de conter antioxidantes como a aspalatina e a notofagina.

Indicações

Devido às propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes do rooibos, o chá é geralmente indicado para tratar processos inflamatórios e prevenir o desenvolvimento de doenças.

Uma das principais causas de doenças é a presença de inflamação, que quando associada ao estresse oxidativo nas células pode causar vários tipos de doenças.

Dessa forma, o chá de rooibos atua como um anti-inflamatório e antioxidante que protege as células de danos causados pela presença de radicais livres, além de reduzir processos inflamatórios.

A quercetina, por exemplo, é um pigmento vegetal anti-inflamatório e antioxidante que pode ser usado para tratar problemas no coração e nos vasos sanguíneos, colesterol elevado, problemas de circulação, diabetes, catarata, rinite alérgica, esquizofrenia, asma, gota, infecções virais e prevenção de câncer.

Diversos outros usos medicinais do chá de rooibos são mostrados abaixo.

Benefícios do rooibos

1. Efeito calmante

Na África do Sul, muitas mães usavam e ainda usam as propriedades do rooibos como um remédio natural para tratar cólicas em bebês e crianças.

Em um estudo publicado em 2009 na revista científica Pediatrics International, pesquisadores da University School of Medicine, no Japão, concluíram que o uso da planta medicinal é segura e útil para crianças, já que foi observada uma redução nos marcadores de inflamação no organismo dos animais usados no estudo.

2. Combate ao câncer

O rooibos é rico em polifenóis como os flavonoides e as aspalatinas, que são substâncias antioxidantes que protegem as nossas células. Danos celulares causados por radicais livres podem resultar em mutações nas células que causam alguns tipos de câncer. Dessa forma, a ingestão do chá de rooibos rico em antioxidantes pode ajudar a prevenir o desenvolvimento da doença.

De acordo com um estudo desenvolvido na University of Technology in Capetown na África do Sul e publicado no periódico científico Food and Chemical Toxicology, o consumo de chás como o rooibos, o chá preto, o chá verde e o honeybush pode reduzir o tamanho de lesões cancerosas malignas em ratos com câncer no fígado. No entanto, mais estudos são necessários para confirmar essa constatação.

A quercetina é um antioxidante importante que parece ser capaz de suprimir o crescimento de tumores malignos e de interromper os processos envolvidos na mutação das células. Além disso, o chá de rooibos auxilia o sistema imunológico na produção de anticorpos necessários para a prevenção e tratamento do câncer, além de reações alérgicas e até no tratamento da AIDS.

3. Redução do colesterol

Em um estudo publicado em 2010 na revista científica Journal of Ethnopharmacology que envolveu 40 voluntários que deviam consumir 6 xícaras de chá de rooibos durante um período de 6 semanas, foi constatado que os indivíduos que tomaram o chá apresentaram níveis mais altos de compostos como polifenóis e glutationa, antioxidantes que atuam protegendo o corpo contra doenças cardíacas, alguns tipos de câncer e envelhecimento precoce.

Também foi observada uma diminuição nos níveis do colesterol do tipo LDL (colesterol ruim) e um aumento nos níveis do colesterol do tipo HDL (colesterol bom).

4. Menor risco de doenças neurodegenerativas

Os antioxidantes presentes no rooibos são capazes de proteger as células neurais, estimular funções cognitivas como o foco e a memória e ajudar na prevenção e tratamento de doenças neurodegenerativas como o mal de Alzheimer.

Pesquisadores do Estado de Ohio, nos Estados Unidos, estudaram as propriedades terapêuticas dos polifenóis e descobriram que a notofagina presente na composição da planta apresenta efeitos protetores sobre os nervos e a função cerebral. Tal estudo foi publicado em 2010 no periódico científico Expert Review of Neurotherapeutics.

Outros compostos com efeitos semelhantes também são encontrados em uvas, amendoim e cúrcuma.

5. Prevenção contra diabetes

O consumo de chá de rooibos é capaz de reduzir o risco de uma pessoa desenvolver diabetes do tipo 2. Isso porque essa planta medicinal apresenta aspalatina em sua composição, substância que ajuda a reduzir a glicose no sangue.

Além disso, de acordo com a edição de 2016 da revista médica PLOS One, os compostos fenólicos encontrados no rooibos podem ajudar a proteger as células presentes no pâncreas que atuam na regulação dos níveis de açúcar contra danos.

Segundo uma pesquisa publicada no periódico científico Journal of Traditional and Complementary Medicine, o chá de rooibos mostrou um grande potencial terapêutico para atuar na prevenção e no retardo da progressão de diabetes e de câncer.

Mesmo com esse potencial de reduzir os níveis de açúcar no sangue, o chá de rooibos nunca deve substituir o tratamento indicado por um médico.

6. Perda de peso

A grande quantidade de polifenóis na planta pode combater o acúmulo de gordura no tecido adiposos, auxiliando na perda de peso. Estudos publicados na revista científica Phytomedicine em 2014 mostraram que o alto teor de polifenóis em uma xícara de chá de rooibos é capaz de suprimir o acúmulo de gordura em aproximadamente 22%. Também há indícios de que o chá acelera o metabolismo, o que contribui para o emagrecimento saudável.

De acordo com estudo publicado na Phytomedicine: International Journal of Phytotherapy and Phytopharmacology, foi descoberto por pesquisadores sul-africanos que o consumo de rooibos resulta em um aumento da secreção de leptina, que é o hormônio da saciedade. Assim, o corpo já sabe que está satisfeito ao ingerir a planta medicinal, o que facilita a perda de peso.

Além disso, o chá de rooibos parece impedir a formação de novas células de gordura e faz com que a gordura pré-existente seja metabolizada mais rapidamente.

7. Livre de cafeína

O rooibos é uma ótima alternativa para preparar um chá livre de cafeína. Ao contrário do chá verde, o chá preto, o chá branco ou o chá oolong, que são ricos em cafeína, o chá de rooibos não contém a substâncias em sua composição.

Esse fato pode ser importante para pessoas que querem se beneficiar dos efeitos antioxidantes de chá, mas sofrem com distúrbios do sono e não podem consumir alimentos ou bebidas com cafeína.

8. Proteção da saúde óssea

O rooibos é uma ótima fonte de ácido gálico, um composto polifenólico antioxidante que é encontrado também em frutas como uvas e que tem relação com a proteção do organismo contra o desenvolvimento de osteoporose.

Resultados de pesquisas científicas publicadas em 2016 no periódico científico Food and Function indicam que beber chá de rooibos ajuda a deixar os ossos fortes e saudáveis.

Os cientistas envolvidos no estudo analisaram a atividade do chá de rooibos na formação óssea e constataram que as substâncias presentes no chá são capazes de retardar o processo de renovação óssea. Isso é importante para manter os ossos fortes e evitar problemas como a osteoporose, a artrite e dores articulares.

As substâncias responsáveis pela saúde óssea são os minerais como manganês, flúor e cálcio. Além disso, os flavonoides como a orientina e a luteonina ajudam a aumentar o conteúdo mineral nos ossos e a ingestão do chá aumenta a resistência óssea através do aumento da atividade dos osteoblastos, que são as células ósseas jovens responsáveis por aumentar a massa óssea.

9. Saúde do coração e redução da pressão arterial

O rooibos é rico em compostos flavonoides que atuam reduzindo a pressão arterial e melhorando o fluxo sanguíneo. Além disso, essa substância está relacionada à diminuição dos níveis de colesterol ruim.

Um estudo publicado em 2012 por pesquisadores coreanos mostrou que o chá de rooibos ajuda na redução do desenvolvimento de hipertensão devido à regulação dos hormônios secretados pela glândula adrenal.

Além disso, os antioxidantes aspalatina e notofagina presentes no chá são benéficos para reduzir processos inflamatórios no sistema vascular e podem ajudar na prevenção de complicações como a aterosclerose, que causa o enrijecimento e inflamação das artérias principalmente em pessoas que são diabéticas e não controlam a doença.

A aspalatina também atua contra a oxidação e a isquemia, que é uma condição em que falta suprimento de sangue até o coração.

Por fim, a quercetina também é um antioxidante que ajuda a prevenir diversas doenças cardíacas. Devido ao seu efeito antioxidante e anti-inflamatório, a quercetina reduz a pressão arterial através de sua ação broncodilatadora e protege o organismo dos danos causados por radicais livres. Além disso, o composto promove o aumento do colesterol HDL (bom) e inibe a ligação do colesterol do tipo LDL (ruim) nas paredes das artérias e dos vasos sanguíneos, protegendo o corpo contra condições como derrame, ataque cardíaco e aterosclerose.

10. Melhor digestão

O chá de rooibos é uma ótima fonte de substâncias conhecidas como agentes antiespasmódicos, que atuam aliviando dores abdominais devido a distúrbios gastrointestinais. Além disso, ele é capaz de prevenir a ocorrência de diarreia e outros problemas intestinais.

Assim, tomar chá de rooibos pode ser uma boa maneira de promover a digestão adequada, principalmente para aqueles que já sofrem com problemas gastrointestinais com frequência.

11. Tratamento de alergias

Os compostos antioxidantes presente no rooibos podem ajudar a fortalecer o sistema imunológico, protegendo o organismo de doenças e também de alergias.

A quercetina, por exemplo, é capaz de bloquear mastócitos, que são células imunes que desencadeiam reações alérgicas. Geralmente, flavonoides antioxidantes como a quercetina podem ser usados para o tratamento de sintomas de alergias sazonais, alergias alimentares, alergias como asma e rinite e alergias na pele sem causar efeitos colaterais.

12. Saúde da pele e dos cabelos

A presença de antioxidantes pode ajudar a retardar o processo de envelhecimento da pele e preservar a saúde dos fios de cabelo. Isso porque esses compostos eliminam os radicais livres responsáveis por danificar a pele e o cabelo, prevenindo problemas como o envelhecimento precoce, que resulta em rugas e linhas no rosto e na região do pescoço, e envelhecimento dos fios.

Além dos antioxidantes, a presença de ácido alfa-hidroxi tem um efeito benéfico na redução de rugas e também na proteção dos folículos capilares de danos, deixando a pele e os cabelos mais bonitos e saudáveis.

Algumas pessoas usam o chá de rooibos diretamente na pele para o tratamento de acne, queimaduras solares e inflamações na pele.

13. Alívio de cólicas

Como já mencionado, o chá de rooibos é usado há muito tempo para aliviar cólicas e dores de estômago em crianças. Para melhorar o sabor, é possível adicionar leite à bebida com um pouco de açúcar.

Porém, esse efeito ainda não é provado cientificamente, mas provavelmente suas propriedades anti-inflamatórias atuam na redução da dor.

14. Prevenção de pedras nos rins

A maioria dos chás contêm ácido oxálico em sua composição. Esse ácido é uma substância que causa o acúmulo de pequenos cristais nos rins sendo, portanto, um fator de risco para quem já tem pré-disposição ao surgimento de pedras no órgão.

O rooibos não apresenta ácido oxálico e por esse motivo seu uso é seguro para quem tem problemas nos rins.

Como fazer chá de rooibos

O chá de rooibos ou chá vermelho africano é muito fácil de preparar. Se for preparar a partir de um sachê, o preparo é como o de qualquer outro chá. Ao usar folhas secas da planta, é preciso ter um cuidado especial com o armazenamento, já que as folhas de rooibos são bem delicadas.

Assim, é indicado armazenar as folhas de rooibos em um recipiente fechado em um lugar seco, fresco e não exposto à luz para preservar o sabor e as propriedades antioxidantes da erva.

Como preparar

O ideal é usar uma xícara de água filtrada para preparar a bebida com uma colher de chá cheia de folhas frescas do chá. Misture ambos apenas quando a água estiver fervendo. Para extrair ao máximo as substâncias benéficas do rooibos, é importante manter o recipiente quente durante a infusão, que deve durar de 5 a 15 minutos. Isso pode ser feito aproximando a xícara da superfície do fogão ligado.

Estudos indicam que quanto maior o tempo de infusão, mais antioxidantes e nutrientes são extraídos da erva. No entanto, se for usar o chá de rooibos verde, o ideal é deixar no máximo 5 minutos em infusão, já que neste caso as folhas não foram submetidas ao processo de fermentação e a extração dos nutrientes é mais rápida.

Visualmente, o chá de rooibos tradicional que sofreu fermentação tem uma cor avermelhada quando preparado, enquanto que o chá de rooibos verde fica com um tom amarelado após o preparo.

Se quiser preparar o chá gelado, basta dobrar a quantidade de rooibos, manter a mesma quantidade de água e deixar em infusão por pelo menos 10 minutos.

Como tomar

O chá de rooibos apresenta um sabor adocicado, então não é necessário adicionar açúcar. Para aqueles que preferem adoçar, o mais recomendado é usar mel. Algumas pessoas também gostam de tomar o chá com leite.

Além de quente, o chá pode ser servido gelado. Como não contém cafeína, pode ser tomado a qualquer hora do dia.

Curiosamente, um estudo recentemente publicado na revista científica Journal of Food Science mostrou que o rooibos também pode atuar como um conservante natural para alimentos como a carne.

Efeitos colaterais

Dificilmente efeitos colaterais são observados por causa da ingestão de chá de rooibos. Porém, alguns efeitos adversos já foram relatados.

Um estudo isolado mostrou que beber grandes quantidades do chá de rooibos diariamente tem relação com um aumento de enzimas hepáticas, que podem causar danos no fígado.

A presença de alguns compostos no chá induz uma atividade estrogênica que estimula a produção do hormônio sexual feminino estrogênio, o que pode causar um desequilíbrio hormonal e causar problemas para pessoas com condições sensíveis a hormônios como o câncer de mama, por exemplo.

Porém, tais efeitos adversos só foram relatados após um consumo exagerado do chá. Normalmente, sua ingestão é segura e não causa efeitos adversos indesejados. 

Precauções

Alguns estudos indicam que o consumo prolongado de chá de rooibos pode ter um impacto negativo na fertilidade masculina. No entanto, se a ingestão for moderada, pode ser observada uma maior concentração de espermatozoides.

Além disso, alguns profissionais da saúde acreditam que o chá de rooibos pode afetar de maneira negativa pacientes que sofrem de doença hepática, doença renal e alguns tipos de câncer hormonais. A planta também pode interferir no tratamento de quimioterapia.

Assim, apesar de todos os seus benefícios, é importante tomar cuidado se apresenta uma dessas doenças e sempre buscar uma opinião médica antes de começar a usar ervas medicinais por períodos prolongados de tempo.

Mesmo não sendo encontrado tão facilmente como o chá preto ou o chá verde, o chá de rooibos é uma bebida saborosa capaz de promover vários benefícios para a saúde.

Apesar de todos esses benefícios, nem todos são provados cientificamente e são baseados apenas em observações clínicas ou em estudos in vitro ou com animais. Estudos sobre a saúde óssea, por exemplo, ainda são escassos e pouco conclusivos, assim como a eficácia do chá de rooibos para melhorar a digestão e tratar cólicas, dores de cabeça, alergias e ajudar no tratamento de distúrbios do sono também não é provada.

Assim, é importante ter cautela com o seu uso até que saiam mais estudos comprovando a sua eficácia também em seres humanos. Além disso, nunca substitua o uso de um medicamento indicado pelo médico pelo chá.

Referências adicionais:

Você já conhecia o rooibos, já experimentou o chá dessa planta medicinal e sabia de tantos benefícios para a saúde? Pretende incluir em sua dieta agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

14 Benefícios do Rooibos – Para Que Serve, Chá e Indicações - Posts relacionados