Pode ser do seu interesse

Estética

12 Benefícios do Óleo de Coco para Pele

Óleo de coco para pele

São inúmeros os benefícios do óleo de coco para a saúde em geral. Ele é usado na culinária para reduzir os níveis altos de colesterol e melhorar funções do sistema nervoso, por exemplo. Ótimo para os cabelos quando aplicado topicamente, o óleo de coco também pode ser usado para obtenção de diversos benefícios para a pele.

Vamos aprender um pouco mais sobre esse óleo que não para de nos surpreender e descobrir quais são os melhores benefícios do óleo de coco para pele.

Óleo de coco

O óleo de coco é um tipo de gordura extraída do coco ou de grãos de coco secos que apresenta muitos benefícios para a saúde. Trata-se de um óleo composto de gorduras saturadas e insaturadas e rico em ácidos graxos de cadeia média.

Dentre os ácidos graxos encontrados no óleo de coco, temos:

  • Ácido láurico;
  • Ácido mirístico;
  • Ácido caprílico;
  • Ácido caprico;
  • Ácido oleico;
  • Ácido linoleico;
  • Ácido esteárico.

Benefícios do óleo de coco para pele

1. Hidratação

O sonho de uma pele macia e hidratada pode ser concretizado através do uso de óleo de coco. Um estudo clínico realizado em pacientes com pele seca comparou os efeitos do óleo de coco com os efeitos de um óleo mineral à base de petróleo que é frequentemente usado em produtos para tratamento de pele ressecada.

Após duas semanas de estudo, foi comprovado que o óleo de coco melhorou de forma significativa a hidratação da pele e foi tão eficaz quanto o óleo à base de petróleo.

Um outro estudo comparando o óleo de oliva com o óleo de coco mostrou que o óleo de coco ajudou a reduzir o ressecamento da pele além de ajudar a tratar eczemas presentes na pele.

Além da ação hidratante no rosto e no corpo em geral, o óleo de coco também é útil para hidratar os lábios, os deixando macios e suaves.

Vale a pena usar o óleo de coco para pele já que a hidratação é importante não só para fins estéticos, mas também ajuda a proteger a pele de proliferação de bactérias e a manter a integridade da mesma.

2. Combate a micro-organismos

Os ácidos graxos de cadeia média presentes no óleo de coco têm propriedades antimicrobianas que podem ajudar a combater micro-organismos como fungos e bactérias presentes na pele. Isso significa que a aplicação de óleo de coco na pele pode prevenir e tratar condições como acne, celulite, psoríase, dermatite de contato, foliculite, eczema e pé de atleta.

Isso se deve em especial à presença de ácido láurico, que combate micro-organismos. Um estudo mostrou que o ácido láurico é capaz de matar a bactéria Propionibacterium acnes, responsável pela acne inflamatória.

Outro estudo mostrou o papel do ácido cáprico, que também tem propriedades antimicrobianas potentes capazes de eliminar bactérias e fungos.

3. Ação anti-inflamatória

O óleo de coco também apresenta propriedades anti-inflamatórias. Em um estudo, pesquisadores aplicaram óleo de coco virgem nas orelhas inflamadas de alguns ratos. Foi comprovado o efeito anti-inflamatório da substância bem como uma ação analgésica diminuindo a dor.

Além disso, o óleo de coco é capaz de reduzir o estresse oxidativo, responsável por desencadear processos inflamatórios no organismo.

Apesar de serem estudos promissores, o único porém é que essas pesquisas ainda não foram realizadas com humanos e, por isso, tais efeitos precisam ser comprovados em novos estudos.

4. Tratamento de acne

Como já mencionado, o óleo de coco apresenta propriedades antimicrobianas interessantes. Por se tratar de um óleo, muitas pessoas podem pensar que a aplicação tópica do produto na pele pode piorar a situação de uma pele com espinhas e deixar a pele oleosa. Porém, pesquisas indicam que ele na verdade ajuda no tratamento dessa condição.

A ação bactericida em combinação com propriedades anti-inflamatórias são ótimas para ajudar no tratamento contra a acne e essa ação é comprovada em diversos estudos na área.

Porém, se sua pele for extremamente oleosa por natureza, consulte um dermatologista antes de testar esse método.

5. Cicatrização

Estudo realizado com animais analisou o efeito do óleo de coco quando aplicado em uma ferida em ratos. Foi observado que o óleo de coco virgem aplicado diretamente na pele acelerou o processo de cicatrização além de aumentar os níveis de colágeno, que é uma proteína muito importante para a pele e que também ajuda na cicatrização de feridas como queimaduras.

Outra pesquisa que estudou o efeito do óleo de coco em conjunto com um antibiótico de uso tópicos mostrou eficácia quanto à cicatrização de queimaduras.

Também foi constatado nesses estudos que, além de acelerar a cicatrização, as propriedades antimicrobianas do óleo de coco podem ajudar na prevenção contra infecções que podem se desenvolver na pele na região da ferida, que prejudicaria ainda mais o processo de cicatrização.

Dessa forma, o óleo de coco pode ser um aliado na cura de feridas como queimaduras. Porém, são necessários mais estudos em seres humanos para comprovar tal eficácia.

6. Demaquilante

O óleo de coco pode ser usado como um removedor de maquiagem natural que facilita e muito a limpeza da pele. Para isso, aplique o óleo de coco com algodão na região em que deseja tirar a maquiagem e deixe agir por 15 minutos. Em seguida, lave toda a área com água morna e sabão neutro.

Você vai perceber que praticamente toda a maquiagem foi removida. Para remover os resíduos que restaram, repita o procedimento.

Você também pode usar essa técnica para remover maquiagem dos olhos. Para isso, basta fechar bem os olhos e aplicar o algodão embebido em óleo de coco. Mantendo os olhos fechados por alguns minutos, produtos como rímel e sombra são dissolvidos no próprio óleo, facilitando muito a limpeza. Enxague bem os olhos e pronto.

7. Esfoliante natural

Nosso rosto é exposto diariamente a cremes de beleza, maquiagem, raios solares, poluição e poeira. O contato com tantas substâncias pode fazer com que algumas de acumulem e até intoxiquem a pele. Dessa forma, é preciso fazer limpezas mais profundas regularmente para manter a boa saúde da pele.

O óleo de coco é um esfoliante natural que promove uma limpeza profunda na pele sem agredir como outros esfoliantes. Sua textura leve e suave é capaz de penetrar profundamente nas glândulas sebáceas, limpando a pele.

Para peles secas, a sugestão é usar 2 colheres de sopa de farinha de amêndoas (que é mais suave e não promoverá mais ressecamento da pele) com óleo de coco suficiente e leite para obter uma pasta grossa. Essa mistura deve ser aplicada no rosto e massageada em movimentos circulares. Em pele normal, é possível substituir a farinha de amêndoas por farinha de aveia. Para peles oleosas, é possível usar uma pasta feita de farinha de arroz, aveia e óleo de coco para esfoliar a região.

Para potencializar os efeitos, aplique uma toalha embebida em água morna no rosto para abrir os poros e promover uma limpeza ainda mais profunda.

8. Proteção contra danos provenientes da radiação solar

O óleo de coco nunca deve ser usado na pele como substituto ao protetor solar. Porém, o uso regular de óleo de coco é capaz de criar uma espécie de barreira aos danos causados pela exposição sem proteção ao sol do dia a dia.

Isso se deve às propriedades antioxidantes do óleo de coco para pele, que protege as células de danos causados pelos raios do sol que podem resultar na formação de radicais livres prejudiciais à saúde.

9. Loção calmante

Quando aplicado na pele, o óleo de coco tem um efeito calmante que reduz sintomas de inflamação e dor. Ele pode ser usado, por exemplo, para acalmar a pele após uma leve queimadura ou ardor, por exemplo.

10. Regeneração

O óleo de coco é capaz de ajudar na reparação e estímulo à produção de colágeno, uma proteína estrutural muito importante para manter a elasticidade e maciez da pele.

Através da exposição à poluição, luz solar e outros agentes nocivos, a pele pode ser danificada e o óleo de coco pode promover a regeneração da mesma.

11. Prevenção do envelhecimento precoce

Da mesma forma que usar o óleo de coco para pele a protege de danos causados pela exposição ao sol, sua ação antioxidante também previne alguns sinais de envelhecimento precoce. Uma das causas do envelhecimento é a presença de radicais livres que danificam as células através de um estresse oxidativo causado por diversos fatores: alimentação inadequada, exposição ao sol, poluição ambiental, lesões na pele, dentre outros.

Por meio do efeito antioxidante e da reparação do colágeno, o óleo de coco é capaz de prevenir e até mesmo diminuir sinais de envelhecimento como rugas e manchas na pele, a mantendo suave e flexível.

12. Repelente

O óleo de coco também parece ter um efeito que repele insetos da pele. Especialmente se você deseja evitar repelentes industriais cheios de aditivos químicos, o óleo de coco é uma boa opção natural. Porém, por ser muito volátil e à base de planta, seu efeito repelente desaparece logo, sendo necessário a reaplicação do óleo de coco na pele muito mais vezes do que de um repelente comprado na farmácia.

Para prolongar o efeito repelente do óleo de coco, é possível usar a seguinte receita de repelente natural: Aqueça duas xícaras de óleo de coco em banho maria até ficar quente ao toque. Em seguida, adicionar um copo cheio de folhas de hortelã e erva do gato e deixar a mistura em infusão por cerca de 5 a 6 horas. Em seguida, filtre o óleo obtido e deixe esfriar. Esse óleo pode ser usado em todo o corpo quantas vezes precisar.

Como aplicar 

Algumas aplicações específicas como o uso como repelentes e esfoliantes naturais já foram mostradas acima. Porém, também vamos explicar como aplicar o óleo de coco para pele para obter os outros benefícios aqui mencionados. O mais importante é considerar o seu tipo de pele para aplicar o óleo da forma mais eficaz e segura.

– Pele seca

Se a sua pele é seca, aplique o óleo de coco no rosto após devidamente lavado e seco. Use pouca quantidade, apenas um quarto de colher de chá é o suficiente para observar os benefícios. Aplique o óleo no rosto e massageie toda a região. Deixe agir por pelo menos 10 minutos até que ocorra a absorção pela pele e limpe o excesso de óleo com a ajuda de um algodão.

– Pele oleosa

Se você tem pele oleosa, também é possível aproveitar os benefícios do óleo de coco para pele, exceto nos casos que o seu dermatologista indicar o contrário.

Para peles oleosas, o indicado é passar o óleo de coco morno na região do rosto e pescoço após lavar toda a área com sabão neutro. Deixe o óleo agir por cerca de 15 minutos e em seguida lave o rosto com água morna e seque. Repita o procedimento por vários dias seguidos. Mesmo que ocorra um surto inicial de acne, não se assuste, pois a pele tende a se acostumar com o óleo e as espinhas vão sumir, pois a hidratação vai acabar reduzindo a secreção de sebo na pele.

Considerações finais

Apesar de ser um produto totalmente seguro para uso e sem nenhum efeito colateral relatado quanto ao uso diretamente na pele, pessoas com pele muito oleosa devem evitar o seu uso pois ele pode bloquear totalmente os poros da pele, resultando em cravos.

Se sua pele for sensível, faça um pequeno teste antes de aplicar o óleo na pele inteira para garantir que você não sofrerá nenhum tipo de irritação ou alergia ao óleo.

Se possível, prefira o óleo de coco virgem. Isso porque o óleo de coco virgem apresenta um maior teor de substâncias benéficas para a pele. Ou, se preferir, produza o seu próprio óleo de coco em casa para garantir a ausência de conservantes e outras substâncias indesejadas.

Natália Oliveira

Natália Oliveira, apaixonada pelo universo Fitness feminino e toda magia que envolve "SER MULHER". Secretária Executiva, esposa e empreendedora digital.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *